Secretária de Saúde Shênia Bronzeado explica motivo de Alagoinha aparecer em relatório do TCE-PB: “Após a vacina foram acometidos da COVID-19, infelizmente vieram a óbito”

Secretária Shênia Bronzeado


A Secretária de Saúde de Alagoinha, Shênia Bronzeado, explicou que alguns pacientes receberam a primeira dose da vacina, após serem imunizados, foram acometidos pela doença. Conforme dados da Secretaria, duas pessoas contraíram a doença no intervalo da primeira para a segunda dose, além de pacientes que receberam a primeira dosagem infectados e acabaram falecendo. Shênia declarou que a Secretaria Municipal de Saúde aguarda a notificação do órgão para elaborar um documento com dados extraídos do sistema de vacinação do município.A Prefeitura de Alagoinha, através da Secretária Municipal de Saúde, esclareceu nesta terça-feira (18), o fato do município aparecer no relatório produzido pelo Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), relatando a vacinação em pessoas falecidas. O órgão realiza uma auditoria no estado, busca esclarecimentos para compreender o processo de vacinação dos municípios. O TCE-PB pretende desvendar o que levou o cadastramento de pessoas falecidas no plano de vacinação das cidades paraibanas.

“Nós tivermos os pacientes, usuários que foram vacinados e após a vacina foram acometidos da COVID-19, infelizmente vieram a óbito. Não tem nenhum CPF inadequado em nosso banco de dados. Estou aguardando receber do TCE-PB a notificação para que possamos comprovar, através do nosso sistema os dados autenticados (assinatura) pelos pacientes vacinados”, destacou Shênia.

Shênia garantiu que a Secretaria de Saúde de Alagoinha possui uma lista de todos os pacientes vacinados. Conforme Shênia, teve um caso do paciente tomar a segunda dose e falecer em decorrência do vírus. Isso só aconteceu devido o paciente não está imune e contraiu a doença dentro do período de 14 dias previsto para o efeito da vacina.

“Teve paciente que tomou a segunda dose, infelizmente não estava imune por completo, não tinha completado os 14 dias (período previsto para o efeito da vacina) e foi a óbito. Temos a lista desses pacientes, nossa Secretaria tem esse controle e enviaremos para o TCE-PB logo após sermos notificados”, argumentou Shênia.

Compartilhar no Google Plus

Rota de Noticia

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário