Operação Latrol: Líder comandava facção de dentro do presidiário; 44 alvos são cumpridos


A Policia Civil da Paraíba com apoio da Polícia Militar, da Secretaria de Administração Penitenciária e do Gaeco/MPPB, deflagrou no início da manhã desta quinta-feira (13) a Operação Latrol. Estão sendo cumpridos 44 mandados judiciais expedidos pela Vara de Entorpecentes da Comarca da Capital, contra uma quadrilha suspeita de tráfico de drogas, assaltos e lavagem de dinheiro.

De acordo com o delegado Allan Murilo Terruel, mais de 100 agentes das forças de segurança, coordenadas pela Delegacia de Combate à Corrupção – DECCOR e pela Coordenação de Inteligência da SESDS, ficaram responsáveis pelo cumprimento de 16 mandados de Prisão Temporária e 28 de Busca e Apreensão, concentradas na capital paraibana e no município de Pilar-PB. “A operação Latrol faz menção ao líder da facção, conhecido como Latrol, uma referência ao crime de latrocínio. Ele está preso, e as investigações apontam que por meio de familiares ele fazia a captação de informações”, conta.

Terruel explicou que a parte intelectual da Operação já foi concluída, as informações já estão documentadas no inquérito policial que investiga um traficante de drogas na Capital que tem como área de atuação a comunidade conhecida como Torre de Babel, no Valentina. “Ele praticava assaltos e os recursos do tráfico cabe a Polícia Civil desenvolver um trabalho para encontrar os imóveis, onde era feita a parte da lavagem de dinheiro. Já o núcleo da Polícia Militar está trabalhando na parte de circunscrição violenta, onde acontece o tráfico de drogas, assaltos e lavagem de dinheiro”, explica.

Os próprios familiares receberiam as informações do suspeito na prisão e há ainda a investigação de participação de servidores públicos. “Neste momento, a Secretaria de Administração Penitenciária também faz uma operação padrão na unidade onde está o alvo principal. Além disso, três prisões importantíssimas já foram feitas, dos que coordenavam os assaltos. Esperamos que no decorrer do dia consiga encontrar os outros”, afirmou.


Jean Ganso

Compartilhar no Google Plus

Rota de Noticia

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário