Raniery Paulino defende a inclusão dos Conselheiros Tutelares e Profissionais de Segurança Privada no grupo prioritário de vacinação


O deputado estadual Raniery Paulino (MDB) sugeriu ao Chefe do executivo e ao Secretário de Estado da Saúde, a inclusão dos Conselheiros Tutelares no grupo prioritário de vacinação, a fim de que os serviços de proteção da criança e do adolescente não sejam paralisados.

” Apresentamos esta propositura requerendo que o Governo da Paraíba, por sua Secretaria Estadual de Saúde, adote medidas nesse sentido a fim de que não haja a paralisação nesse serviço público tão importante para a sociedade paraibana.” frisou Raniery.


De acordo com o  Sistema de Informação para a Infância e Adolescência (SIPIA), os Conselheiros Tutelares de todo o Brasil tem apresentado uma alta demanda para a proteção dos direitos das crianças e adolescentes, com isso, existe os riscos a que estão submetidos na pandemia do novo coronavírus.

Projeto de Lei 2577/2021

Buscando interromper a circulação do vírus, Raniery apresentou um projeto de lei que determina sendo público prioritário para receber a vacina contra a Covid-19 no Estado da Paraíba, quando for distribuída pelas entidades sanitárias, os Profissionais de Segurança Privada.

Segundo o parlamentar, são esses profissionais que atuam em supermercados, shoppings, bancos, portarias de condomínios, recepções de hospitais, dentre outros locais, e que se encontram vulneráveis de contrair a doença Covid19 dada a exposição obrigatória para a manutenção da segurança de indivíduos e grupos de pessoas em ambientes privados.

“Fomos procurados pela categoria para que fosse proposto essa importante propositura, com isso, acreditamos que esta propositura tem por objetivo interromper a circulação do vírus, incluindo os Profissionais de Segurança Privada nos grupos prioritários do Programa de Imunização, cuja diretriz é fixada pela Secretaria Estadual de Saúde.” declarou Raniery.

 

 

 

Compartilhar no Google Plus

Rota de Noticia

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário