http://www.betsporting.com.br/


ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

O governador Ricardo Coutinho (PSB) rebateu as declarações do senador e candidato ao Governo da Paraíba, José Maranhão (MDB), sobre os investimentos na saúde do estado e principalmente no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. Segundo Ricardo, Maranhão fala bobagem ao falar sobre os recursos que são alocados no hospital e lembrou que no governo Maranhão, existia até uma ala no Trauma que foi batizada de Haiti.
“Tinha um setor no Trauma [de João Pessoa] que era chamado de Haiti porque todo mundo ia pra lá. Não tinha organização nenhuma. Tinha 148 leitos, o [Trauma] de João Pessoa, o de Campina não existia. Tinha 148 leitos e hoje tem 309, aí me vem candidato falar bobagem sobre os recursos que eram investidos. Os recursos que são investidos é porque o hospital dobrou de tamanho e ao mesmo tempo não falta remédio, coisas que são básicas e tem o pessoal que é qualificado para atender qualquer hora por plantão presencial”, pontuou o governador que também lembrou que pacientes de outros estados também são atendidos no hospital: “o Trauma atende gente do Rio Grande do Norte, de Pernambuco e mudou muito ao longo desses quase oito anos. Um hospital que, antes, há cada semana tinha greve, hoje funciona plenamente”, disparou Ricardo Coutinho.
O governador ainda ironizou a tentativa do candidato Lucélio Cartaxo usar seu guia eleitoral para comparar as gestões feitas na Prefeitura de João Pessoa e, agora, o Governo do Estado.
“Tem candidato aí que se acha com condições de ser candidato porque é irmão de alguém. É algo, sinceramente, com todo respeito que eu tenho, surreal. Tem candidato que se acha no direito de fazer comparativos com sobrenome. Fazem “porque tinha um Coutinho na prefeitura e depois veio o Cartaxo então que no estado também seja assim”. Só que não tem como comparar, modéstia parte, o grupo que ele chamou de Coutinho, mas é um projeto, fez na prefeitura e o que eles fizeram. Pararam a Prefeitura de João Pessoa”, disparou Ricardo.
O gestor paraibano ainda destacou o montante de verbas que hoje o prefeito da Capital têm para gerir e mostrou que, com bem menos recursos, fez mais pela infraestrutura de João Pessoa.
“Quem me dera ter o orçamento de 2 bilhões e 800 milhões de reais por ano para governar uma cidade de 200 quilômetros quadrados. Eu quando fui prefeito de João Pessoa era 600 milhões. Aí calcei 577 ruas. Os caras com o orçamento inteiro como este, em um mandato inteiro, calçam 39 ruas. Que negócio é este? Uma prefeitura que tem mais prestador de serviço que o Estado, como é que pode? Ou seja, eles estão sustentando a política deles no Estado todo com as prefeituras de João Pessoa e Campina. Como estava sustentando a de Patos também. É a forma deles de fazer política. Pega cabo eleitoral de tudo quanto é canto, bota nas prefeituras que tem e o povo que pague a manutenção desses cabos eleitorais”, disse o governador Ricardo Coutinho.
3
0 Comentários

Postar um comentário