http://www.betsporting.com.br/


ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

Vereador da base governista na Câmara de Guarabira, Tiago Justino Tributino, conhecido aqui e alhures como Tiago do Mutirão (PSDB), tem incomodado setores do núcleo duro do poder na cidade por defender com unhas e dentes a sua comuna. Nesta terça-feira (17), Tiago deu com a língua nos dentes e falou o que alguns não queriam ouvir. Da tribuna, Tiago reclamou de discriminação com seu bairro e mandou recados com endereço certo.
Recado 1
“Quero registrar a minha insatisfação com uma parte da Secretaria de Educação de Guarabira. Eu não posso deixar de falar isso. Vai evento, vem evento, sempre há convite e não vejo um só componente visitar a Escola Maria Lourdes, lá no Mutirão”.
Recado 2
“É necessário que se trate as comunidades da mesma forma. É necessário que se trate o Mutirão do mesmo jeito que se trata a AMECC. Qualquer atividade da AMECC, se for um espirro, está lá um monte de gente tirando foto”.
Recado 3
“Foi feito um almoço aqui no Paulo Brandão e tinha lá um monte de pessoas da Secretaria de Educação e no Mutirão não vai um. O que será que tem lá?. A gestão tem a visão para o desenvolvimento da comunidade, mas infelizmente tem um segmento, que eu não se é porque vive de aparência, mas viver comigo de aparência não funciona. A comunidade ás vezes não quer apenas os prédios, não, quer o calor humano também”.
Recado 4
“Se faz uma reunião de pais e mestres, se convida e não aparece um. Está aí o recado, infelizmente vai ter que respeitar ou pela pessoa, pela instituição ou respeitar pela língua. A gente fica protelando, protelando e não há respeito. É necessário que se olhe para o Mutirão, Serrinha, Maciel, para todas as comunidades do jeito que se olha para a AMECC”.

No mesmo diapasão, o parlamentar mudou a direção das suas ácidas críticas e direcionou para o secretário de Meio Ambiente e Urbanismo, Alcides Camilo, que teria sido flagrado utilizando uma máquina do PAC em terreno particular. Sobrou recado até para o prefeito Zenóbio Toscano (PSDB), o chefe.
Recado 5
“A pergunta que fica na minha mente é só a seguinte: se não tinha obra da gestão sendo feita, se não tinha nada, o que danado estava fazendo um carro da prefeitura abrindo rua lá? Não entra na minha cabeça, isso. É justamente uma falha enorme”.
Recado 6
“Enquanto a gente pede a bastante tempo uma carrada de metralha para uma rua; eu fui lá domingo e a comunidade cobrou, eu coloquei as pessoas de frente com o secretário para pedir e não é colocado. Assim não quer o nosso respeito, quer que a gente fale e fale de todos”.
Recado 7
“Eu até entendo que acabo levando o nome de… Tiago tá diferente, Tiago mudou… não á mais o mesmo… o poder subiu à cabeça e vejo que alguns ficam até chateados comigo, mas a gente não pode ficar só apanhando. É interessante que as coisas aconteçam para a população. Situação como essa, infelizmente a gente tem que falar”.
Recado 8
“Não se permite que a gestão aceite isso. Se aconteceu, se for realmente provado, como o vereador Renato Meireles falou aqui, que possam ser tomadas as providências, a população não pode ser lesada dessa forma. Quem tem poder para resolver que apure e tome as providências”.
Por Portal 25 Horas
3
0 Comentários

Postar um comentário