http://www.betsporting.com.br/


ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

Em entrevista, negou qualquer desgaste em sua relação com a vice-governadora Lígia Feliciano
Duas horas e 47 minutos. Este foi o tempo que durou a Mensagem levada pelo governador Ricardo Coutinho (PSB) aos deputados estaduais na abertura dos trabalhos da Assembleia Legislativa da Paraíba, nesta quinta-feira (15), no auditório do Ministério Público da Paraíba (MPPB). Como está no último ano de mandato, o governador aproveitou a ocasião para fazer um balanço dos sete anos de gestão e ainda anunciou um novo pacote de obras no valor de R$ 200 milhões.
Em entrevista, negou qualquer desgaste em sua relação com a vice-governadora Lígia Feliciano (PDT) e desafiou a oposição a apresentar dados mais positivos na área da Segurança Pública.
O lançamento do Programa Mais Trabalho 2, anunciado por Ricardo na ocasião, acontecerá na próxima segunda-feira (19) e prevê a execução de um pacote de obras importantes de mobilidade, pavimentação asfáltica e ampliação da rede de abastecimento de água em dezenas de cidades, além de novas escolas. os investimentos previstos ultrapassam os R$ 200 milhões.
No discurso, o governador também destacou a superação do Estado da Paraíba diante de um período de crise econômica e política: “Nesses sete anos, mesmo diante de um processo mais difícil da história brasileira, foi possível que o estado se expandisse como nunca antes. Construímos uma base definitiva para um futuro imediato muito promissor. Se a Paraíba, três após a minha gestão, continuar com esse nível de investimento e caminhada, vamos ter uma Paraíba com segurança hídrica em todas as regiões. Isso é artigo de luxo pra um estado em que 80% esta no semiárido”, disse Ricardo.
Questionado pela imprensa sobre um possível estremecimento na relação com a vice-governadora, Ricardo garantiu que não passa de invenção e que mantém uma relação recíproca de respeito com Lígia Feliciano. “Imagine se eu for comentar invenção? Vou deixar de governar e vou fazer só isso (…)  Minha relação é respeitosa com a vice-governadora, nunca disse nada que pudesse atentar contra a sua integridade, honra ou contra a nossa relação (…) Não escuto aquilo que os ventos trazem porque muitos não são verdadeiros, são criações ou deturpações”, disse.
Ricardo também respondeu as declarações do arcebispo de Campina Grande, Dom Dulcênio Fontes, que cobrou providências do governador em relação a violência no Estado.
O governador estendeu sua resposta a oposição e desafiou os críticos da Segurança Pública a apresentar dados mais positivos do que aqueles coletados na sua gestão.
“Acredito que o bispo tenha se referido a violência, e eu concordo com ele, mas a violência não é promovida pelo Estado, mas por setores da sociedade. (…) Quando se tem acesso aos dados, vê-se que o número de homicídios em 2017 foi menor do que em 2009, nós decaímos. Em seis ano seguidos reduzimos os crimes contra a vida. O estado está muito melhor aparelhado para combater a violência do que estava quando eu passei a governar (…) Portanto, eu desafio qualquer um a demonstrar com dados, uma demonstração cabal, dados melhores dados de política pública”, desafiou.
Do Blog do Gordinho
3
0 Comentários

Postar um comentário