http://www.betsporting.com.br/

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

Durante a sessão de abertura dos trabalhos legislativos da Câmara de Guarabira, ocorrida na tarde desta terça-feira (1), com a presença do prefeito Zenóbio Toscano (PSDB), o vereador Marcelo Bandeira (PSB), fez questionamentos ao gestor no que se refere a alguns serviços importantes para as comunidades rurais que estão deixando a desejar.
De acordo com o parlamentar, a Prefeitura de Guarabira implantou indevidamente na fatura de energia a cobrança da Contribuição de Iluminação Pública (CIP) para usuários da ‘Tarifa Verde’, utilizada especificamente para irrigação e que não deveria incidir a cobrança, como está sendo praticado.
Em resposta, o prefeito disse desconhecer a cobrança da CIP nessa modalidade de consumo e se comprometeu em buscar informações nesse sentido para reparar o possível erro praticado, visto que apenas imóveis que utilizam a iluminação pública são submetidos ao pagamento, considerado insignificante por Zenóbio.
Outra questão levantada por Bandeira foi em relação ao Serviço de Inspeção Municipal (SIM), visto que para ser beneficiado com o Programa de Aquisição de Alimento (PAA), o agricultor necessita da inspeção feita pela Prefeitura de Guarabira, com a chancela de um veterinário, profissional responsável pelo SIM e que a Secretaria de Agricultura não dispõe de um veterinário que faça esse serviço. Sem a inspeção, os produtores não podem vender para o PAA os produtos de proteína animal.
Respondendo a Marcelo, o prefeito afirmou ter autorizado a Secretaria de Agricultura a adotar as providências no sentido de garantir que todos os produtores rurais possam ter acesso a essa inspeção e dessa forma garantir a vendo ao PAA. Zenóbio disse ainda que existe um veterinário lotado na Secretaria de Saúde, mas disse que tem condições de contratar um profissional específico para atividade no campo.
O parlamentar também reclamou atenção da gestão municipal para a comunidade de São José do Miranda, uma das mais distantes da sede do município. Segundo Marcelo, a comunidade se recente da implantação de algum equipamento de lazer, uma praça por exemplo, e que a senhora Dona Zita, que tem propriedade na localidade, colocou à disposição um terreno para que a Prefeitura de Guarabira passa construir esse equipamento público de lazer.
O prefeito não se posicionar quanto à reivindicação do equipamento de lazer para São José do Miranda, mesmo tendo um terreno à disposição para isso, doado por uma pessoa da comunidade para esse fim.
Marcelo reclamou do abandono da gestão no quesito reposição lâmpadas na zona rural e que quando são repostas, depois de uma semana já estão praticamente todas queimadas.

Portal 25 Horas
3
0 Comentários

Postar um comentário