http://www.betsporting.com.br/



ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

Em comemoração ao dia internacional do teatro e ao dia nacional do circo, a FUNESC – Fundação Espaço Cultural – em parceria com a secretaria de educação, cultura e esporte, proporciona oficinas de bufão, nos dias 27 e 28 de março, que será ministrado no prédio do CRAS.
O Ensino das artes cênicas tem como objetivo desenvolver a familiarização com as linguagens artísticas a fim de ampliar o universo cultural do aluno. Ao educador, cabe o papel de facilitador, de provocador, de gerador de condições para que a expressão se manifeste, atingindo principalmente a capacidade de criar, improvisar, além de outras forças potenciais represadas ou adormecidas.
“Buscamos Incentivar o campo cultural em Alagoinha. Essas oficinas em conjunto com o circuito Cultura na Praça representa um processo de inovação social no município e em várias ações contamos com o apoio da secretaria de Ação Social,” disse o secretário de educação, Joel Cavalcante.
Alagoinha: 27 e 28 de março
Oficina: Jogo de Bufão
A oficina traz o estudo e treinamento corporal a partir da ideia de construção da “criatura” e a descoberta de  possibilidades e criação de discurso, pelo viés do bufão marginal e de outros tipos bufonescos, que são objetos de estudos nas pesquisas de mestrado de Nyka Barros e Sávio Farias, que irão ministrar a oficina.
Na oficina serão discutidas as possíveis analogias entre o treinamento com os animais asquerosos e o universo da bufonaria, tendo em vista que os bufões são tidos como párias da sociedade, igualmente repudiados, assim como os animais em questão. A oficina investiga a construção da coletividade e criação em grupo, através da ideia de bando, pois só muito raramente os bufões estão sozinhos. O discurso desenvolvido a partir da ideia de bufão marginal, tendo como base o treinamento desenvolvido por Roberta Casa Nova da sua experiência na escola de Phillipe Gaulier. Os aspectos animalescos trabalhados na oficina juntamente com a técnica de bufão podem auxiliar como aporte teorico-prático na compreensão de uma atuação mais performativa, desenvolvendo a pesquisa corporal, o potencial crítico e a expressão de um discurso potente como possibilidade formativa para o artista contemporâneo.
Ministrante: Nyka Barros e Sávio Farias
SÁVIO FARIAS é artista da cena, pesquisador e produtor cultural. Mestrando em Artes Cênicas pelo PPGAC da UFBA. Bacharel e Licenciado em Teatro pela UFPB. Integrante-fundador do Grupo Bufões de Olavo, atuando nos espetáculos Clown Bar (2010), Oração do Santo Gozo (2012) e Wanderer – Reino de Cegos (2016). Tem experiência e interesse nas áreas de atuação cênica, formação do artista teatral, palhaço e bufão, produção teatral.
NYKA BARROS é Mestre em Artes Cênicas pela UFRN. Graduada em Teatro pela UFPB. Professora de Teatro do Centro Cultural Piollin e artista dos grupos Bufões de Olavo, Galharufas Cia. de Teatro, Cia. Nós 2 e Cia. de Teatro Argonautas. Pesquisa e prática em bufão, palhaço, teatro para bebês, música experimental e performance.
Assessoria João Adriano Silva
3
0 Comentários

Postar um comentário