http://www.betsporting.com.br/



ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

Durante sessão ordinária da Câmara de Guarabira, ocorrida nesta quinta-feira (2), o vereador Marcelo Bandeira (PSB) demonstrou preocupação com a falta de respeito por parte da gestão municipal com os profissionais de educação e fez uma convocação ao secretário de Educação, Raimundo Macedo, para que ele possa ir à Câmara apresentar uma explicação sobre as denúncias apresentadas pelo presidente do Sindicato dos professores, Jurandir Félix.
Jurandir fez uso da tribuna livre e apontou uma série de denúncias de descumprimento da legislação que vem sendo cometidas pela gestão municipal. Entre elas está a supressão de gratificação, desrespeito ao PCCR e ao Plano Municipal de Educação, entre outras.
“Em várias audiências públicas nós sentimos a ausência do poder municipal e acho que não adianta fazer uma audiência pública e a prefeitura não mandar seu representante para fazer o contraponto. A gente tem a prerrogativa de convocar os secretários municipais para dar os devidos esclarecimentos e fazer o confronto diante daquilo que foi dito aqui pelo professor Jurandir e eu acho isso até salutar para a democracia e aproveito para fazer essa convocação de imediato para na próxima sessão apresentar o requerimento e que o secretário possa dar os esclarecimentos”, falou o parlamentar.
Nomeação de Léa
Marcelo também tratou da polêmica envolvendo a nomeação da primeira-dama Léa Toscano para assumir a Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres. De acordo com o socialista existe jurisprudência contrária e favor do ato do prefeito e não está se discutindo a competência de Léa, como vereadores de sustentação pontuaram, mas que é desnecessário ter que nomear para uma pasta na gestão quando a ex-prefeita já estava ajudando de alguma forma na gestão.
“Eu considero essa nomeação desnecessária. A ex-prefeita Léa já ajudava na gestão, não se nega a colaborara na administração do marido, mas esse caso agora vai à Justiça para discutir a legalidade ou não do ato. Todo mundo sabe que Léa tem capacidade, não se discute isso, mas não precisava ser nomeada para participar da gestão. Repito: acho desnecessária a nomeação”, avaliou o vereador.
Jean Ganso com Portal 25 Horas
3
0 Comentários

Postar um comentário