http://www.betsporting.com.br/

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

Kito ao lado do grupo de Alcione
Ser presidente da Câmara Municipal é o sonho de todo vereador. Status, dinheiro, poder, enfim, a presidência do Poder Legislativo é tentadora.

Com o argumento de que os meios justificam os fins, a maioria das cidades registram as mais inusitadas manobras para garantir a governança da casa legislativa municipal.

Em Alagoinha, a tranquilidade política foi interrompida pelo vereador Kito que resolveu quebrar o compromisso, que ele mesmo anunciou, com a bancada aliada ao prefeito diplomado Jeová José (PMDB). Depois de uma reunião com os cinco aliados, Jeová se dirigiu à Guarabira 90,7 FM e, ao lado dos parlamentares, e divulgou a decisão que completava dois anos para Adelson Carissé e outros dois para Valter Pimentel, tudo com o aval público de Kito.

Nesta quarta-feira, 21, Kito confirmou o que já estava na rua: será o presidente com apoio dos quatro vereadores ligados a prefeita Alcione Beltrão (PHS). Marcone de Durval, Socorro de Davi, Luciano de Biu de Téu e Ruth Carla farão Kito o presidente para o biênio 2017/2018.

O prefeito diplomado, Jeová José, tratou o tema como traição e alertou que nem Jesus Cristo escapou da trama de Judas. Segundo foi apurado pelo Rota de Notícia, Kito fez um contato com Jeová para a manutenção das ligações políticas com o chefe do executivo, mas ouviu um sonoro “não” do novo gestor.

Enquanto os eleitores do grupo liderado pela prefeita Alcione comemoram, o empresário Alírio Pontes, um dos incentivadores da candidatura de Kito, está decepcionado e teria telefonado para o parlamentar cobrando lealdade.

Até o dia 1º de janeiro as madrugadas serão longas e de luzes acessas.


Assessoria


3
0 Comentários

Postar um comentário