http://www.betsporting.com.br/

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

Patrick é sobrinho do pai da família morta na EspanhaO portal de notícias espanhol ABC noticiou neste domingo (30) que gangues latinas e outros prisioneiros querem vingança contra François Patrick Nogueira Gouveia, assassino confesso de uma família paraibana no país europeu. Sem dar maiores informações, o veículo divulgou que “instituições penitenciárias têm pedido que um juiz autorize mudanças na prisão”.

Na mesma publicação, o portal ABC diz que Patrick afirmou ao Tribunal de Instruções de Guadalajara não se lembrar do momento em que matou a Janaína Santos, esposa de seu tio, Marcos Campos, e as duas crianças filhas do casal.

O depoimento foi dado antes de a polícia descobrir que Patrick enviou fotos dos cadáveres para um amigo em João Pessoa, que foi preso na sexta-feira (28), suspeito de dar dicas ao assassino simultaneamente ao crime.

Conforme a publicação, Patrick disse que não se lembra de ter esfaqueado os tios Marcos Campos e Janaína Santos, tampouco os dois primos pequenos. “A última imagem que tenho [de Janaína] é de vê-la limpando pratos. A próxima lembrança que tenho é ela e as crianças já mortas no chão”. 

“A última imagem que tenho do meu tio é dele na minha frente, no corredor, falando normal e tranquilamente. Estávamos sentados. Ele não me pediu para ver Janaína e crianças. A próxima imagem que tenho é do meu tio morto no corredor”, completou a alegação.

Apesar das declarações, o portal ABC destaca que Patrick admitiu ter comprado e se livrado dos itens utilizados na carnificina e analisa que a versão do jovem criminoso “é um exercício de esquecimento e reticências”, já que ele não explica detalhes de cometeu os assassinatos. 

"Tem sido dito que o terror da história é evitado para não machucar a família, embora selfies com cadáveres e conversar com amigo brasileiro desmentem qualquer indício de piedade", argumenta a publicação. 

Patrick se entregou às autoridades espanholas no dia 19 deste mês e confessou ter matado os familiares após sentir ódio incontrolável, sem revelar, no entanto, uma motivação mais clara. Na quarta-feira passada (26), ele participou da reconstituição do crime, em Pioz. Moradores da região se aglomeraram nas imediações da casa e direcionaram gritos de "assassino" e outros insultos ao jovem da Paraíba, conforme noticiou o ABC. 

Os corpos da família paraibana foram encontrados no dia 18 de setembro, dentro de sacos plásticos. O casal, Marcos Campus e Janaína Santos, foi esquartejado. Na época, peritos disseram acreditar que o crime tinha ocorrido há pelo menos um mês.

Portal Correio
3
0 Comentários

Postar um comentário