http://www.betsporting.com.br/

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) interditou, nesta segunda-feira (29), o lote MA 21:18, com fabricação de 25 de abril deste ano e validade para o dia 21 de novembro deste ano, do achocolatado Itambezinho, de 200ml, em todo o território nacional após uma criança de dois anos morrer horas depois de ingerir o produto. O caso aconteceu na quinta-feira (25), em Cuiabá, capital do Mato Grosso.

A Itambé, responsável pela fabricação do produto, informou ao Portal Correio que o caso é investigado pela Polícia Civil de Cuiabá, que trabalha com as hipóteses de contaminação da criança pelo produto ou envenenamento, já que o achocolatado teria sido dado a família da vítima por um vizinho.

Ainda segundo a assessoria, as análises internas feitas pela Itambé não constataram problemas no lote interditado do produto. A empresa também informou que enviou ao Ministério da Agricultura e outros laboratórios amostras do lote do achocolatado para que novas análises sejam realizadas.

“A Itambé foi notificada dos fatos, relatados em Cuiabá, relacionados ao suposto consumo de um produto da linha de achocolatados Itambezinho (200ml). As análises internas não apresentaram qualquer problema para o consumo. Enviamos contra provas para o Ministério da Agricultura, que vai nos ajudar em novas análises. Até o presente momento, não tivemos nenhuma outra reclamação do mesmo lote. A Itambé realiza regularmente provas internas e em laboratórios externos de seus produtos e reitera seu compromisso com a qualidade. A empresa já disponibilizou as contraprovas para os órgãos oficiais e continuará trabalhando em conjunto para outros esclarecimentos que se fizerem necessários”, disse a assessoria da Itambé.


Portal Correio
3
0 Comentários

Postar um comentário