http://www.betsporting.com.br/

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

PNA delegada da Polícia Civil da Paraíba, Emília Ferraz, responsável pela região norte de João Pessoa, afirmou, na manhã desta sexta-feira (15), que a disseminação de um áudio por meio do WhatsApp, que relatava possíveis sequestros a crianças, que teriam sido feitos por uma quadrilha de Alagoas, começou por uma funcionária de uma loja, que fica em um shopping da capital.

De acordo com a delegada, uma mãe estava com o filho no estabelecimento quando percebeu o sumiço do menor. Imediatamente, a funcionária teria gravado o áudio e disseminado nas redes sociais, relatando que se tratava de um possível sequestro. A criança foi encontrada logo em seguida.
 
No áudio, a mulher diz também que os sequestros estariam acontecendo, além do shopping, em grandes supermercados e espaços públicos de lazer de João Pessoa (PB).
 
A funcionária foi autuada e será encaminhada ao juizado especializado. A ação que resultou na detenção da mulher foi realizada pela  e a Polícia Militar.
3
0 Comentários

Postar um comentário