http://www.betsporting.com.br/

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

Cleonaldo Freire em horário de expediente no HRG (Imagem: Da Net)
GUARABIRA (PB) – Em nota divulgada com a imprensa, médicos e funcionários do Hospital Regional de Guarabira inocentaram o diretor da unidade, Cleonaldo Freire, ao mesmo tempo em que classificaram de “inverídicas e irresponsáveis” as denúncias formuladas pela obstetra Danielle Bronzeado.
 
Semana passada, a médica foi demitida do Hospital Regional de Guarabira e saiu “atirando” para todos os lados. Ela fez acusações contra o diretor, falou em enriquecimento ilícito, revelou mortes de crianças por falta de atendimento, denunciou a existência de moscas no centro cirúrgico, funcionários recebendo altos salários sem prestar o devido expediente, entre outras acusações.
 
Ao saber das denúncias, o diretor do HRG foi às emissoras de rádios e, com nota de médicos e servidores do hospital em mãos, provou que as declarações de Danielle Bronzeado eram infundadas. Cleonaldo chegou a fazer até uma prestação de contas, mostrando gráficos do funcionamento da unidade e como o dinheiro do contribuinte vem sendo aplicado mensalmente.
 
Além das explicações técnicas, o diretor da unidade expôs duas notas, assinadas por vários médicos e servidores do hospital, em que as categorias repudiam a atitude de Danielle Bronzeado, classificando-a de “inverídica e irresponsável”. Um dos documentos é assinado por Januário Soares
 
Sem querer polemizar ainda mais o assunto, Cleonaldo Freire chegou a dizer, durante entrevista para a Rádio Rural AM, que trabalha, sobretudo na direção do Hospital Regional de Guarabira, com democracia e lisura. 
 
Freire também classificou as denúncias de Danielle de “desesperadas e infundadas” e que sem revanchismo algum vai entregar tudo nas mãos de Deus e, posteriormente, para a justiça resolver.
 
VEJA AS NOTAS
 
 
 
 
Da Redação/Fato a Fato
3
0 Comentários

Postar um comentário