http://www.betsporting.com.br/

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video


IMG_20160607_111650297
Dados estatísticos divulgados nesta terça-feira (7), mostram um balanço dos atendimentos na área de obstetrícia do Hospital Regional de Guarabira e revelam que somente nos primeiros cinco meses do ano de 2016, foram realizados 797 partos. Isso representa uma média mensal de 160 partos em mulheres de Guarabira e de mais de 25 municípios das regiões do Brejo, Agreste, Vale do Mamanguape, Zona da Mata e Curimataú.

Mães ouvidas pela reportagem contaram que a unidade hospitalar faz um atendimento dentro de suas expectativas e disseram que estão satisfeitas com o que encontraram no tratamento dispensados pelos profissionais que atual no HR e também com a higiene em todo o complexo de saúde.

Rosilene Maria dos santos, de 28 anos, que reside na cidade de Araçagi, deu à luz nesta segunda-feira (6) e contou que recebeu um bom atendimento desde sua chegada ao Hospital Regional.

“Foi maravilhoso, não tenho do que reclamar, fui atendida super-bem. Não custou, o médico me atendeu rápido. Dei entrada de três e poucas e quando foi de cinco horas o menino nasceu”, disse a mãe.

Perguntada sobre as condições de higiene da sala de cirurgia, dona Rosilene, que já teve dois filhos na mesma unidade hospitalar, assegurou que estava tudo em perfeitas condições. “Tava tudo limpo, não tenho do que reclamar, ao contrário do que o povo vive dizendo”, disse a mulher.

Acompanhante de Rosilene, a senhora Aline Antônio de Lima, que também mora em Araçagi, elogiou a agilidade no atendimento e disse que também já teve filho no Regional. “Ela foi atendida rápido, eu trouxe ela ontem e não temos nada do que reclamar. Eu também já tive filho aqui e é tudo bem limpinho, faz três meses, meu menino está em casa. Eu fui bem atendida, estava sozinha, mas elas (enfermeiras) sempre estavam aqui e nunca me deixavam sozinha”, contou Aline.

IMG_20160607_110722809
Residente na cidade de Caiçara, dona Joseane Sousa, de 26 anos, também elogiou o tratamento dispensado pelos profissionais do Hospital Regional de Guarabira. Ela deu à luz uma linda menina Alana Maria.

“Cheguei segunda-feira, às 5 da tarde, fui bem atendida, me mandaram esperar e quando foi de 9h minha filha nasceu”.

Moradora da cidade de Guarabira, dona Rosana Maria teve seu segundo filho no Hospital Regional, aprovou o atendimento recebido e negou que exista problemas com falta de higiene.

“Fui muito bem atendida. Cheguei, fiz a ficha, fui para a sala e fiquei aguardando atendimento pelo médico. Fui atendida por Dr. Januário, fui examinada, logo após foi feito o internamento e aguardei para fazer o parto cesáreo”, falou Rosana.

Quando questionada em relação à higiene da unidade hospitalar, a mãe garantiu que estava satisfeita com a limpeza dos ambientes, tanto da sala de cirurgia quanto da enfermaria.

“A limpeza é muito bem feita, a sala de cirurgia é muito bem limpa por sinal, na enfermaria também tudo limpo. Nada a reclamar, só a agradecer”, pontuou.

Diretor geral da unidade de saúde, Cleonaldo Feire disse que os depoimentos das mães servem como combustível para que ele e todos os colaboradores possam continuar avançando na busca pela excelência no atendimento.

“É gratificante saber que temos tantas pessoas satisfeitas com o trabalho desenvolvido no Hospital Regional de Guarabira. Ouvir dessas mães justamente o contrário do que estão disseminando em parte da mídia serve como combustível para que possamos avançar ainda mais. Não existe trabalho perfeito, mas o nosso governador Ricardo Coutinho e a nossa secretária Roberta Abath sempre orientam a buscar o melhor atendimento possível dentro do Sistema Único de Saúde”, falou o diretor.

Os depoimentos das mães, põe por terra as afirmativas da ex-médica contratada do hospital, Danielle Bronzeado, que utilizou as emissoras de rádio de Guarabira para denunciar que existia sérios problemas de higiene, de alimentação, de atendimento por falta de capacidade técnica de parte dos médicos e uma série de supostas irregularidades.

3
0 Comentários

Postar um comentário