http://www.betsporting.com.br/


ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

naom_575dad6827ca3 
A ex-esposa de Omar Matten, o atirador que matou 49 pessoas na boate Pulse, em Orlando (EUA), afirma que ele era gay e levava uma vida dupla. Ele frequentava a discoteca desde 2013 e era conhecido de drag queens que trabalhavam no local. Um ex-colega de escola afirma que Matten já o teria chamado para um encontro. Por fim, o atirador também usava os aplicativos Grindr e Jack’d para conversar com outros homens. As informações são do Daily Mail.

Mateen e Sitora Yusufiy, de 27 anos, se conheceram em 2009 e se casaram pouco tempo depois. “Quando nos casamos, ele confessou sobre seu passado e disse que gostava muito de frequentar boates e aproveitar a vida noturna”, disse Sitora ao Daily News. “Sinto que isso era uma parte da vida dele que ele não queria que outras pessoas descobrissem”, afirmou. O casal se separou em 2011, depois que Matten se tornou violento contra a então esposa.

Frequentadores da casa noturna afirmaram já ter visto o atirador outras vezes nos últimos três anos. 

Ele bebia e dançava com homens. Duas drag queens que trabalham no local, Ty Smith e Chris Callen, afirmam que viram o homem diversas vezes na boate. “Nós não falávamos muito com ele, mas eu me lembro que ele falava sobre o próprio pai às vezes, diz Smith. “Ele nos disse que tinha uma esposa e um filho”, conta. Callen conta que Mateen era um um “cara legal” e “agradável” no convívio com as drags, mas já ameaçou pessoas com uma faca no clube, após ouvir uma piada sobre religião.

Um ex-colega de turma do atirador, que preferiu não se identificar, afirma que Mateen já o chamou para um encontro em 2006, segundo o jornal Palm Beach Post. Os dois foram ao Indian River Community College. Eles iam a boates gays juntos. “Nós iamos a bares gays na época. Eu estava dentro do armário na época, então recusei o convite [do encontro]”, disse. Ele também afirmou que Mateen era uma figura “estranha”.

Na madrugada do último domingo (12), Mateen entrou com um fuzil AR-15 e uma pistola na casa noturna Pulse, matou 49 pessoas e deixou outras 53 feridas. A ação foi o maior ataque a tiros da história recente dos Estados Unido
3
0 Comentários

Postar um comentário