http://www.betsporting.com.br/

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

Janaína Bento concede entrevista a Jota Alves
Janaína Bento concede entrevista a Jota Alves
Mães que residem na comunidade de São José do Miranda, localizada na zona rural de Guarabira, estão prejudicadas por causa do fechamento da única creche municipal existente na localidade. O prefeito Zenóbio Toscano mandou fechar a Creche Maria Augusta Miranda e diversas famílias ficaram sem ter com quem deixar os filhos em idade de creche.

A dona de casa Regina Henriques, que mantinha seu filho frequentando a creche, lamentou a decisão da gestão de fechar o equipamento público que servia à comunidade. Ela disse que o filho ficava durante um expediente e ela aproveitava para trabalhar e melhorar a renda da família.

“Ficou ruim porque tirou, o meu filho ficava na parte da manhã e depois que fechou a creche ficou muito ruim. Eles fecharam e não disseram nada, não perguntaram se precisava da creche. Ele fica com o avô de vez em quando, fica com a tia, mas às vezes eles precisam sair e não tem com quem ficar”, disse a senhora.

Sentindo-se também prejudicada com a situação, a agricultora Janaína Bento também lamentou não ter havido diálogo com os moradores antes de decidir por fechar a creche.

“Não houve. De repente chegaram e fecharam a creche, não teve reunião nenhuma com as mães para perguntar se tinha alguma alternativa, mas não perguntaram nada, só fizeram fechar. Eu tinha que deixar a minha filha na creche o dia todo para trabalhar no roçado, para os serviços de casa, para ir ao médico e não tem com quem deixar agora porque fechou a creche”, lamentou mãe.

Janaína contou que mesmo a filha frequentando a creche, teve problemas com a alimentação, já que a menina tem alergia a substâncias do leite e necessitava de leite especial. Foram vários anos sem que a prefeitura de Guarabira garantisse o leite. Somente no ano passado, duas latas de leite foram fornecidas pela gestão.

“Passou três anos eu pedindo esse leite especial para minha filha, faltando seis meses para terminar o ano passado é que vieram mandar esse leite. Agora fechou a creche e não teve mais nada”, comentou.
Sem ter mais a quem buscar saída, a senhora Janaína fez um apelo para que o prefeito Zenóbio Toscano possa se sensibilizar e mande reabrir o equipamento público, muito importante para a comunidade.

IMG_20160517_104110055_HDR“Gostaria muito que o prefeito visse a nossa comunidade e reabrisse a creche porque a gente está precisando para colocar nossos filhos. Minha menina está sem estudar porque é doente, eu não posso botar em outro colégio, não tenho condições de pagar colégio particular para minha filha”, apelou a senhora.


Conselho Tutelar

O vereador Marcelo Bandeira, de destacada atuação na zona rural de Guarabira, teve conhecimento da situação das famílias ali residentes, fez um expediente através de seu gabinete para que o Conselho Tutelar da Criança e do Adolescente fizesse uma fiscalização para constatar a desrespeito ao ECA.

A Conselho fez uma visita à localidade rural e constatou que, de fato, a gestão está deixando de garantir o direito das crianças de frequentar creche e toda assistência necessária, já que o Estatuto da Criança e do Adolescente diz que criança é prioridade e a prefeitura não deveria ter fechado a creche.

Conhecedor da situação, o parlamentar disse que vai acionar o Ministério Público Estadual, através do curador da Infância e Juventude, a fim de que sejam adotados os procedimentos necessários.
3
0 Comentários

Postar um comentário