http://www.betsporting.com.br/



ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

Pedro Ferreira NetoO professor da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) Pedro Ferreira Neto foi morto a tiros no início da noite desta segunda-feira (16) em Catolé do Rocha, no Sertão da Paraíba. Ele trafegava em uma motocicleta pela PB 323 e foi alvejado com tiros por dois indivíduos que se aproximaram em uma moto e efetuaram vários disparos.

Em nota, a UEPB diz lamentar com profundo pesar o falecimento do professor. “A UEPB enlutada presta solidariedade aos familiares e amigos do professor Pedro e ressalta que o legado deixado por ele estará marcado com destaque e respeito na história da Instituição”, diz a publicação.

O reitor Rangel Junior decretou luto oficial por três dias na instituição e ressaltou o sentimento de tristeza que toma conta da UEPB com a morte do professor. “É a vida de um ser humano fantástico que se perde e deixa uma lacuna imensa. Professor Pedro era dos mais dedicados docentes da universidade e deixa um legado de profundo amor pelo que fazia. Toda a UEPB está muito abalada com o que aconteceu”, frisa Rangel.

O professor Pedro trabalhava há 34 anos na Escola Agrotécnica do Cajueiro, no Campus de Catolé do Rocha. “Era conhecido por sua paixão pela educação, sempre se empenhando a transmitir para seus alunos o conhecimento que poderia lhes garantir um futuro promissor. Cada aluno seu era para ele um filho, do qual se orgulhava por cada aprendizado e conquista”, diz uma nota divulgada pela UEPB.

Pedro Ferreira Neto foi o primeiro diretor eleito da Escola Agrotécnica do Cajueiro, onde atuou como gestor por vários mandatos, tendo o último mandato sido encerrado no mês de março deste ano, quando foi substituído pela professora Kelina Bernardo Silva, eleita para o cargo.

Manchete PB
3
0 Comentários

Postar um comentário