http://www.betsporting.com.br/



ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video




IMG_20160529_115110682_HDR

O PSB e partidos que integram o grupo Girassóis de Guarabira continuam realizando uma série de plenárias nas comunidades da cidade e zona rural. Os pré-candidatos a prefeito de vice, Josa da Padaria (PSB) e Beto Meireles, respectivamente, estão palmilhando o município em busca de sugestões para serem inseridas no plano de governo socialista que pretendem desenvolver a partir do próximo ano.

Na manhã deste domingo (29), correu a primeira plenária na zona rural. Moradores da comunidade de São José do Miranda e sítios adjacentes, tiveram a oportunidade de apresentar suas demandas que consideram prioridades. De acordo com os depoimentos, as comunidades necessitam primeiramente de abastecimento de água. Depois foi cobrado melhoria das estradas vicinais, abertura da creche (fechada na atual gestão), melhoria no atendimento médico no PSF, transporte escolar, construção de casas populares e melhoria no campo de futebol.

Segundo a professora Laurijane os moradores sofrem muito em relação ao abastecimento de água, que não existe através das torneiras. “Todos os dias nós acompanhamos as pessoas se deslocando até o açude para pegar água. Eu percebo aquele sofrimento de adolescentes, de pessoas indo num carro de mão, numa carroça de boi, em bicicleta. Acredito que nossa primeira necessidade é água e gostaria que os senhores vissem com carinho essa questão”, falou a professora.

Pré-candidato a prefeito, Josa da Padaria se comprometeu em envidar todos os esforços necessários para atender, dentro das possibilidades, as reivindicações apresentadas.

“Eu quero me comprometer com vocês a, se Deus quiser e a vontade do povo, a partir do próximo ano, ter um olhar especial para a zona rural. Lamentavelmente o gestor que está aí deu as costas para o homem do campo. Vamos procurar alargar as estradas, utilizando as máquinas existentes na Prefeitura, doadas pela presidente Dilma Rousseff. O prefeito não faz porque não quer, porque não conhece o sofrimento do homem do campo. Quem vive em gabinete com ar condicionado, com cafezinho, água fresca, não está preocupado com os problemas de abastecimento no campo”, falou o socialista.

De acordo com Josa, desde que deu os primeiros passos na vida pública, sempre fez política para fazer o bem. “Eu fui o primeiro e único presidente da Câmara a fazer um concurso público, dando dignidade aos funcionários. Por onde passei sempre honrei os mandatos que os guarabirenses me confiaram. Eu nunca fiz política para se dar bem, mas para fazer o bem”, assegurou.

O pré-candidato a vice, Beto Meireles, falou que a maneira do grupo estar indo às comunidades ouvindo o povo tem incomodado os poderosos. Meireles garantiu que o projeto socialista implementado no governo do Estado, a partir do comando administrativo do governador Ricardo Coutinho (PSB) será a referência maior da gestão a partir do próximo ano.

Beto lembrou o grande esforço que o governador está fazendo para trazer para Guarabira projetos que serão muito importantes para a cidade, a exemplo do Condomínio Cidade Madura, a Escola Técnica Estadual e o Contorno Rodoviário, com investimentos que engrandecem Guarabira.

Presente na plenária, o vereador Gerson do Gesso disse ser conhecedor das dificuldades enfrentadas pelo homem do campo e lamentou que no posto de saúde existente na comunidade o médico atenda somente duas vezes por mês. Para o parlamentar, é necessário que a gestão trate melhor as pessoas que moram no campo e precisam de melhor serem atendidas.

Residente na zona rural e cumprindo seu segundo mandato consecutivo como vereador, Marcelo Bandeira (PSB) defendeu as prioridades apresentadas pelas comunidades. O socialista disse que a gestão atual prometeu resolver o problema de abastecimento, em reunião com a comunidade, mas praticamente nada foi feito diante da gravidade do problema.

Bandeira disse não entender como um prefeito inverte as prioridades e ao invés de atender aos pedidos, o prefeito fecha escolas e creches e engana a população com implantação de academias. “Como implantar academias de saúde na zona rural e permitir que o médico venha apenas uma vez na comunidade a cada duas semanas? ”, questionou.

Marcelo avaliou que o povo de Guarabira está despertando e acredita que esse ano a gangorra será quebrada. “Essa gangorra das duas famílias já está trincada e creio muito que a zona rural fará a diferença. Temos as piores estradas vicinais da região, estamos abandonados pela gestão municipal. Chegou a hora de mostrar que a zona rural merece respeito”, comentou o vereador.

3
0 Comentários

Postar um comentário