http://www.betsporting.com.br/



ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

Salah Abdeslam é monitorado de forma ininterruptaSalah Abdeslam, acusado de ser um dos autores dos atentados de Paris em 13 de novembro do ano passado, reclamou nesta sexta-feira (20), através de seu advogado, das condições de vigilância às quais está sendo submetido na prisão. Sua cela é filmada de forma ininterrupta.

Nesta sexta, Abdeslam se negou a prestar depoimento perante o juiz instrutor em Paris. Os atentados do ano passado deixaram 130 mortos na capital francesa.

O advogado de Abdeslam, Frank Berton, explicou aos veículos de imprensa no Palácio de Justiça de Paris que o comparecimento de seu cliente tinha terminado, que não queria prestar depoimento perante o juiz e que faria isso mais adiante.

Sobre as razões de sua recusa de responder às perguntas do instrutor, Berton explicou que ele estava “particularmente perturbado” pelas condições de vídeo-vigilância a qual está submetido na prisão de Fleury Merogis, nos arredores da capital.

O advogado destacou que tem intenção de escrever ao ministro da Justiça para que modifique o dispositivo de vigilância, que a seu parecer é “ilegal”.

Além dessas explicações, o certo é que Abdeslam parece se comportar como já fez enquanto esteve detido na Bélgica, quando por um lado mostrava -através de seus advogados- disposição a colaborar com a Justiça, mas depois ficava em silêncio diante dos magistrados.

Berton, que se encarrega de sua defesa desde que o terrorista está em mãos das autoridades francesas, tinha anunciado previamente que Abdeslam queria se explicar.

Este francês de origem marroquina de 26 anos foi detido em Bruxelas em 18 de março e transferido para a França em 27 de abril. Ele é acusado de participação nos ataques de 13 de novembro que deixaram 130 pessoas mortas e centenas de feridas.

G1
3
0 Comentários

Postar um comentário