http://www.betsporting.com.br/

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

Corpo de Bombeiros prestou atendimento ao policial ainda na Vila Olímpica, em João Pessoa (Foto: Walter Paparazzo/G1)Um sargento da Polícia Militar, de 55 anos, lotado na Casa Militar do Governador, morreu após sofrer uma parada cardíaca durante um exercício de rotina promovido pelo órgão na Vila Olímpica Parahyba, no Bairro dos Estados, em João Pessoa, na manhã desta sexta-feira (29). Conforme a assessoria da Polícia Militar, o policial realizava uma corrida com os outros colegas da Casa Militar quando se sentiu mal, sentou e teve um infarto.

Uma ambulância do Corpo de Bombeiros, que acompanhava o exercício promovido pela Casa Militar e presta assistência médica aos policiais no treinamento, realizou os primeiros atendimentos médicos e encaminhou o policial para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. Ainda conforme a assessoria da PM, o sargento passou pelo processo médico de reanimação pelos bombeiros até dar entrada no hospital.

De acordo com a assessoria do Hospital de Trauma, o policial militar deu entrada com um quadro de parada cardíaca, chegou a ser atendido por um médico da unidade, mas não reagiu e morreu. A morte do sargento foi confirmada no início da manhã desta sexta. A assessoria da Polícia Militar informou que todos os policiais que participam dos exercícios de rotina da Casa Militar são obrigados a entregar exames de rotina.

Ainda de acordo com a assessoria da PM, o policial que morreu de parada cardíaca nesta sexta-feira costumava participar de corridas e caminhadas fora do exercício da profissão, comprovando a aptidão para a prática esportiva e havia entregado exames médicos que autorizavam a prática de atividade física sem restrições. A Polícia Militar informou que a família do sargento foi informada da morte e conta com o auxílio de psicólogos.

Há cerca de um mês, um outro policial militar morreu após passar mal durante um treinamento da Polícia Militar. O policial militar tinha dado entrada na unidade na tarde de segunda-feira (28) após passar mal durante um treinamento do curso de formação do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da Polícia Militar.
3
0 Comentários

Postar um comentário