http://www.betsporting.com.br/



ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

Ricardo durante evento de apoio ao PTMapa com o percentual da votação na sessão da Câmara dos Deputados, do último domingo (17), que aprovou o prosseguimento do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), mostra que, mesmo com todo o trabalho do governador Ricardo Coutinho (PSB) em defesa da petista, a Paraíba está entre os estados que menos votaram contra o afastamento da presidente.

No total foram 367 a favor, 137 contra, 7 abstenções e duas ausências. Dos 12 deputados paraibanos, nove votaram a favor do impeachment, o que representa 75% da bancada do Estado.

Em números absolutos, os deputados de São Paulo foram os que mais votaram pelo impeachment, com 53 votos a favor e 13 contra. Em seguida aparecem Minas Gerais e Rio de Janeiro. O que mais votou contra foi a Bahia, com 22 contra e 15 a favor. No Amazonas e em Rondônia, 100% dos deputados foram a favor do impeachment. Os menores percentuais a favor foram no Amapá (37,5% a favor), Bahia (38,5%) e Ceará (40,9%).

Entre os partidos, PMDB (59 a favor e 7 contra), PSDB (52 a favor), PP (38 a 4, e 3 abstenções) e PSB e DEM (29 cada) foram os que mais votos deram ao impeachment. Percentualmente, PSDB, DEM, PRB, SD lideram a lista dos nove partidos que votaram 100% pelo impeachment. PCdoB, PSOL e PT votaram 100% contra o impedimento.

O líder da oposição na Assembleia Legislativa, deputado Renato Gadelha (PSC), ironizou, nesta terça-feira (19), o esforço do governador Ricardo Coutinho (PSB) para tentar reverter votos a favor da presidente Dilma Rousseff (PT) no processo de impeachment. Gadelha disse que o voto de aplauso aprovado pela Assembleia para reconhecer a defesa do socialista em favor da presidente foi “em vão”.  “Não valeu de nada esse voto de aplauso, porque ficou demonstrado que ele (Ricardo) nada trouxe para a presidente”, destacou.

Confira quadro com a votação

votacao-impeachment-camara-estados
3
0 Comentários

Postar um comentário