http://www.betsporting.com.br/



ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

A Polícia Civil fez a perícia balística do projétil responsável pela morte do tenente Ulysses ocorrida na noite desta quinta-feira (4) durante uma ação em Mangabeira. Segundo a perícia, a bala teria saído de um revólver calibre 38 que seria do sargento Jailton Santos Pereira, que mora nas proximidades do local onde o tenente foi morto.

De acordo com informações passadas pelo delegado Reinaldo Nóbrega, as investigações acerca do crime apontavam para o filho do sargento, Joanderson Pereira de Souza, que ainda está foragido. Ele e José Adriano Ferreira, conhecido como "Drica", seriam os responsáveis pelos disparos. A arma seria do pai de Joanderson.

"O que notamos de interessante neste caso foi que, quando encontramos as armas, elas estavam em ótimo estado, limpas e lubrificadas, como se tivessem sido limpas naquele momento", afirmou o delegado.

O sargento foi autuado por posse ilegal de armas, e, também, por cumplicidade no assassinato do tenente. "Ele não queria que a polícia entrasse na casa dele. Ele escondeu evidências para proteger o próprio filho", afirmou o delegado.

Jean Ganso/Portal Tambaú 247
3
0 Comentários