http://www.betsporting.com.br/



ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

cb24e184-fa98-4f5a-81ce-7f309d87918eA Polícia Civil da Paraíba, por meio de um trabalho desenvolvido pela Delegacia de Crimes contra o Patrimônio (Roubos e Furtos) da Capital, prendeu, na tarde da quarta-feira (27), José Maycon Nascimento Ferreira, de 27 anos, e Jackson Douglas de Brito Ribeiro, de 18 anos.  A dupla faz parte de um grupo criminoso responsável por vários assaltos a estabelecimentos comerciais, condomínios e granjas em João Pessoa e na Região Metropolitana.

De acordo com o delegado João Paulo Amazonas, responsável pelo inquérito, a dupla era chefiada por José Maycon. “As investigações começaram após um assalto a um estabelecimento comercial na BR-230 e começamos o levantamento de dados, para dar entrada nos pedidos de mandados de prisão. Entendemos que se tratava de um grupo que realizava vários crimes patrimoniais e eram extremamente violentos com as vítimas. Em um dos casos investigados, eles foram os responsáveis pelo latrocínio e tentativa de latrocínio praticado contra vigilantes de um condomínio de luxo em João Pessoa. No momento da prisão a dupla estava com uma pistola .40 e um revólver calibre 38, que pertencia a um dos vigilantes”, disse o delegado.

Segundo a titular da Roubos e Furtos, Júlia Valeska, os presos moram na  Comunidade Trindade, no Jardim Veneza, e atuavam com outras seis pessoas, todas presas. “Essa associação é responsável por diversos crimes ocorridos na Capital e Região Metropolitana. Entre outubro e dezembro de 2015, o bando praticou roubos a casas lotéricas dos Bairros Colinas do Sul, Valentina, em João Pessoa, e no bairro Várzea Nova, em Santa Rita. Além de serem os responsáveis por diversos roubos a propriedades localizadas no Bairro das Indústrias e em Bayeux e também foram identificados como autores de roubos de veículos e motocicletas”, afirmou a autoridade policial.

Os presos serão autuados pelos crimes de roubo, roubo majorado, latrocínio, homicídio e tentativa de homicídio. Após os suspeitos serem ouvidos, eles foram encaminhados ao sistema prisional.

Jean Ganso/Nordeste 1
3
0 Comentários