http://www.betsporting.com.br/

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

IMG_20160129_224316818 
Na noite desta sexta-feira (29), lideranças políticas que integram o grupo dos Girassóis de Guarabira reuniram a militância para o lançamento oficial da chapa que vai disputar as eleições municipais. O encontro ocorreu na Associação Comercial e empresarial de Guarabira e lotou o auditório.

Josa da Padaria (PSB), pré-candidato a prefeito e Beto Meireles (PDT), pré-candidato a vice-prefeito receberam o apoio incondicional dos vereadores, suplentes e vereador e lideranças comunitárias que reafirmaram o desejo de defender um projeto novo para a cidade, destoante das alternativas tradicionais que transformaram a política numa gangorra ao longo dos últimos 40 anos.

“Guarabira conhece minha trajetória e jamais eu poderia me furtar a essa responsabilidade. Algumas pessoas me questionaram pelo fato de eu estar na chapa como vice e eu respondi que formar a chapa com Josa da Padaria, com toda a experiência que esse companheiro carrega consigo é um orgulho”, falou Meireles.

Josa fez um rápido histórico de sua vida pública, salientou que se agrupou ao bloco político do governador Ricardo Coutinho por entender que é o melhor projeto e afirmou estar preparado para o embate.

“Essa vai ser a campanha do tostão contra o milhão. Ao lado desse valoroso companheiro Beto Meireles e dessa militância aguerrida, vamos às ruas de Guarabira mostrar o estelionato eleitoral que essa gestão que aí está cometeu. Eu sou pequeno, mas sou corajoso, sou valente e vou, com ajuda de todos, caminhar pelas ladeiras de Guarabira apresentando nosso projeto, mostrando a Guarabira que não dá mais para continuar com o que está aí”, falou o pré-candidato.

Presidente do Partido Socialista Brasileiro em Guarabira, Célio Alves defendeu a quebra da gangorra e lembrou que a cidade precisa e quer experimentar um modelo novo de gestão. Para o dirigente partidário, todos os graves problemas existentes em Guarabira reclamados pela sociedade não foram solucionados pelos grupos Paulino e Toscano e que não conseguem apresentar uma desculpa plausível aos guarabirenses.
3
0 Comentários