http://www.betsporting.com.br/

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video


883ac621-a5ab-4ac2-9cca-26e2f233f53a
Até um Papai Noel auxiliou na distribuição
A Justiça da Comarca de Alagoinha, no Agreste do Estado, decidiu inovar esse ano na entrega de aproximadamente 300 cestas básicas provenientes de processos com penas pecuniárias, que são revertidas na doação de alimentos e até um Papai Noel auxiliou na distribuição.

Antes a entrega era feita imediatamente após a arrecadação, ao longo do ano, mas por uma decisão da juíza Inês Cristina Selbmann, uma campanha foi realizada para entregar os alimentos em Alagoinha e Mulungu com o auxílio da Polícia Militar.

Ela contou ao Nordeste1 que a entrega sempre foi feita de forma gradativa e há pelo menos 10 anos as cestas são destinadas às crianças carentes.

“As cestas iam chegando e os oficiais de justiça distribuíam para as pessoas carentes, mas de 10 anos pra cá, veio na minha mente que as cestas deveriam beneficiar as crianças carentes, desde então passamos solicitar arroz, leite, achocolatado, Mucilon, etc”, explicou a Inês.

af9e942e-7ced-4cbd-b463-ab819c013733
A entrega foi feita com o auxílio da Polícia Militar.
A magistrada explicou ainda que começou a juntar os alimentos desde setembro pois sempre teve a vontade de executar uma campanha com as cestas adquiridas, mas não sabia como faria para entregar e procurou o apoio da Polícia Militar.

“Sempre foi um sonho meu, contudo eu só tenho dois servidores, embora eu tenha começado a juntar as cestas desde setembro eu não tinha ideia de como faria para entregar, daí eu vi em João Pessoa, a polícia distribuindo brinquedos para as crianças, e quando o Major Silva Ferreira veio aqui no Fórum eu perguntei se a Polícia não poderia ajudar e ele abraçou a causa”, contou.

A campanha encabeçada pela juíza contou com o apoio do 4º Batalhão de Polícia, através do Major Silva Ferreira, do Coronel Valério e da Capitã Carla (colaborou Edcarlo Monteiro).

3
0 Comentários