http://www.betsporting.com.br/


ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizou, nesta terça-feira (10), Audiência Pública presidida pelo  deputado Raniery Paulino (PMDB), ocasião em que se debater a situação dos intérpretes de Libras no Estado. A reunião contou com a presença das deputadas Daniella Ribeiro, Estela Bezerra e do deputado Renato Gadelha.
 
Também prestigiaram o evento representantes da Associação dos Deficientes Físicos (Asdef), do Governo do Estado, da Universidade Federal da Paraíba, do Instituto Federal de Educação (IFPB). A Audiência ocorreu no âmbito da Comissão de Direitos Humanos e Minoria da Casa de Epitácio Pessoa.
 
Para o deputado Raniery Paulino, os intérpretes de libras desempenham um papel importante na inclusão das pessoas com deficiência na sociedade. “Esses profissionais executam um papel ímpar, pois promovem um elo de comunicação muito importante entre as pessoas com deficiência auditiva e a sociedade”, ressaltou.
 
O parlamentar disse ainda que é importante manter o debate sobre a inserção no mercado de trabalho dos aludidos profissionais e a garantia desses espaços, tanto na esfera governamental quanto na não governamental.
 
O presidente do Sindicato dos Tradutores de Libras do Estado da Paraíba, Rafael Monteiro, revelou que existem mais de 200 intérpretes de libras na Paraíba, que muitas vezes trabalham como prestadores de serviço por não terem garantias na área.
 
Já Normando Viturino, gerente executivo da Asdef, destacou a importância da profissão e o trabalho cansativo de quem executa esse serviço. Ele lembrou ainda a importância de um acordo coletivo para regulamentar que questões relativas aos profissionais fiquem respaldadas.
 
A profissão de tradutor intérprete de libras foi reconhecida em 2010 através da Lei Federal 10.319. A Assembleia Legislativa do Estado já produziu mais de 50 leis que beneficiam pessoas com deficiência.
 
Ainda tramita na casa, o Projeto de Lei Nº 336/2015, de autoria do deputado Raneiry Paulino, que dispõe sobre a obrigatoriedade de realização de concurso público para contratação de tradutores e intérpretes de Libras no âmbito do Estado da Paraíba. 
 
O parlamentar também apresentou um requerimento de indicação, ao Governador do Estado, pedindo a criação e um programa estadual de apoio a educação dos surdos e a possibilidade de reativação da Escola Estadual de Audiocomunicação, além da criação de cargos para a profissão de professor de libras na Paraíba.
 
Da Assessoria com Fato a Fato
3
0 Comentários