http://www.betsporting.com.br/



ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 92 mortes nas estradas federais durante o feriado de 7 de setembro, segundo balanço divulgado nesta terça-feira (8).

Dois acidentes graves foram responsáveis por 14% dos óbitos, um em Montes Claros de Goiás, na BR-070, e outro em Grão Mogol, no norte de Minas Gerais.

No total, foram 896 acidentes, que deixaram também 1.307 feridos. A Polícia Rodoviária Federal flagrou 1.056 pessoas dirigindo alcoolizadas e 151 foram presas por este motivo.

Os radares ainda detectaram 69.548 veículos trafegando acima da velocidade permitida. “O alto índice de registros de velocidade excessiva demonstra a urgente necessidade de mudança comportamental por parte dos motoristas”, afirmou a PRF em nota.

Ultrapassagens
 
Cerca de 10 meses após um aumento de até 900% no valor das multas sobre ultrapassagens em locais proibidos, 6.777 motoristas foram pegos fazendo a manobra, que é um das principais causas de colisões com mortes, segundo a PRF.

Ainda de acordo com o balanço, os policiais rodoviários abordaram 2.609 veículos em que o motorista ou passageiros estavam sem o cinto de segurança, 336 crianças transportadas sem cadeirinha adequada e 384 motociclistas sem capacete nas estradas federais.

Comparação
 
Nos últimos dois anos, o feriado de 7 de setembro caiu no final de semana, e não houve operação especial nas estradas. O último descanso prolongado no dia da independência ocorreu em 2012, que foi sexta-feira.
Em 2012, foram registrados 2.319 acidentes nas rodovias federais, com 110 mortes e mais de 1,4 mil feridos. No entanto, a PRF afirma que a comparação pode distorcer a realidade, devido ao aumento da frota e a leis diferentes para ultrapassagens e uso de álcool.

Demais estradas
 
Os dados da PRF não contabilizam acidentes em estradas estaduais ou municipais, como o tombamento de um ônibus em Paraty (RJ) no domingo, que deixou 15 mortos e 66 feridos, ou o acidente que vitimou o piloto de superbike Fábio Adas em Coroados (SP).

G1
3
0 Comentários