http://www.betsporting.com.br/

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

A Paraíba fez festa para os seus heróis paralímpicos. Dois deles desfilaram em carro aberto na tarde desta quarta-feira pelas ruas de João Pessoa para comemorar as conquistas mais recentes: as medalhas de ouro nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto: João Luís dos Santos, campeão do arremesso de disco, e José Roberto, ouro com o time de golbol.
 
Muita gente parou para ver de perto os paratletas, que saíram da Praça da Independência em direção ao Palácio da Redenção. 
 
Ao lado do filho Gustavo, de 12 anos, João Luís era a imagem da felicidade pelo reconhecimento. E revelou momentos de cobrança e o apoio da família.
 
- Quando recebi a medalha de ouro só pensei neles (a família). São eles quem me apoiam, que me mandam ir em frente. 
Eles sempre dizem: 'Se é isso que você quer, vai lá'. Sou muito grato por isso - disse João Luís, que alcançou a melhor marca das Américas na categoria F46 do arremesso de disco - 47,25m.
 
O filho Gustavo também estava orgulhoso do pai. 
 
- Eu fiquei muito emocionado. Ele treina muito, se esforça para isso. Por isso merece tudo que está acontecendo", disse o garoto.
 
Já José Roberto representou o time de golbol, que confirmou o favoritismo e também conseguiu a medalha de ouro no Parapan. O obetivo agora é repetir o feito nos Jogos Paralímpicos do Rio-2016. 
 
- Lá no Canadá nós confirmamos a nossa condição de melhores do mundo. Afinal, somos os atuais campeões mundiais. 
 
Agora é pensar nos Jogos do Rio, no ano que vem - emendou.
 
O paratleta Petrúcio Ferreira, campeão nos 100 e 200 metros rasos na categopria T47, era esperado para o desfile, mas acabou impossibilidade de comparecer por compromissos com patrocinadores.
 
Ao todo, oito paratletas paraibanos conquistaram medalhas no Parapan de Toronto: Luan Lacerda, Damião Robson e Marcos José, no futebol de 5; José Roberto e Romário, no golbol; Phelipe Andrews, na natação; além de João Luís e Petrúcio Ferreira, no atletismo.
 
O técnico Dailton Freitas e o auxiliar Jonatas Castro (golbol feminino), além do técnico Fábio Vasconcelos, o coordenador José Antônio, o fisioterapeuta Halekson Barbosa e o oficial Josinaldo Costa (futebol de cinco) também estiveram representando a Paraíba no Canadá.
 
O Brasil terminou na liderança no quadro geral de medalhas, com 257 no total, sendo 109 de ouro (mais do que a soma de Estados Unidos e Canadá), 74 de prata e 74 de bronze. Este foi o melhor desempenho da delegação brasileira em toda história dos Jogos, que superou a edição de 2007, quando foi realizado no Rio de Janeiro, quando conseguiu 221 medalhas.
 
3
0 Comentários