http://www.betsporting.com.br/

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

A delegada titular de homicídios da Polícia Civil de Campina Grande, Maíra Roberta, confirmou, nesta sexta­feira (17), que o segundo suspeito de participar no assassinato da adolescente Caroline da Silva Almeida, 17 anos, dentro de um quarto de motel da cidade. Luciano Sinfrônio da Silva, 19, foi preso por força de mandado de prisão preventiva na quinta­feira (16), prestou depoimento na delegacia e já foi encaminhado para a penitenciária Padrão, em Campina Grande. Durante o interrogatório realizado pelo delegado de homicídios Francisco de Assis, que preside o inquérito investigativo, o acusado disse que não teve nenhuma participação no assassinato da jovem e que foi obrigado a dirigir na fuga. Ele assumiu que, com medo de ser preso, chegou a ameaçar a irmã da vítima para que não os denunciassem, segundo informou a Polícia.

Além de Luciano Sinfrônio, a Polícia Civil também já prendeu Joelson Santos Diniz, 18 anos que é acusado de atirar na cabeça da vítima, durante uma discussão dentro do motel. Além dos acusados e de Caroline da Silva, estavam no motel a irmã da vítima, de apenas 1d4 anos, e a namorada de Luciano, uma garota de 16 anos.

Caroline da Silva Almeida, 17 anos, foi morta com um tiro no rosto dentro de um quarto do Motel Hiper, localizado no bairro de Bodocongó, na noite do último domingo (12). Segundo a polícia, as vítimas estavam no bairro do Pedregal e saíram para dar um passei com os acusados, que as levaram para o motel. De acordo com a investigação, Joelson teria ficado irritado depois que Caroline se recusou a manter relações sexuais com ele, alegando que estava menstruada, e atirou. Na fuga, os acusados arrancaram o portão de acesso do Motel.

Por Nordeste 1
3
0 Comentários