http://www.betsporting.com.br/

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

Foi praticamente a estreia dos sonhos de Guerrero. Um gol com apenas dez minutos. A assistência para o segundo, de Everton. Vitória de 2 a 1 sobre o Internacional em pleno Beira-Rio. E assim a torcida do Flamengo tem a certeza de que valeu a pena esperar pela chegada do peruano.

Escalado após uma maratona de treino, apresentação e viagem, o jogador mostrou bom entrosamento com Emerson Sheik no ataque e facilidade em jogar pela nova equipe. Para azar da torcida, por conta de um acordo, o atacante não poderá jogar a próxima partida, contra o Corinthians, domingo, no Maracanã.

O resultado fez o time carioca chegar aos 13 pontos e alcançar a 13ª colocação na tabela do Campeonato Brasileiro. Já o Internacional sofreu sua terceira derrota seguida na competição e está com 13 pontos, na 16ª posição, uma acima da zona de rebaixamento. Na próxima rodada, o time encara o Joinville, domingo, fora de casa.

O jogo

Bem postado, com proteção no meio de campo, o Flamengo iniciou a partida no Beira-Rio. Na frente, a dupla Sheik e Guerrero mostrou que o entrosamento estava em dia. Um procurava o outro. Foi assim logo aos dois minutos, quando Emerson foi ao lado direito do ataque e cruzou bola para a área. A zaga só olhou e por pouco Guerrero não tocou para o fundo da rede.

O Inter, por sua vez, tentava rondar a área rubro-negra com farta troca de passes, buscando espaços para abrir a marcação de três volantes armada por Cristóvão Borges. Ais cinco minutos, Valdivia achou uma brecha e chutou de longe, por cima do gol de César. Mas ainda era o Flamengo a chegar com mais constância ao ataque. Aos dez minutos, Guerrero mostrou ter estrela.

Em jogada iniciada pela esquerda, Jorge recebeu de Everton, errou a passada, mas tentou o cruzamento, que desviou na zaga. A bola quase saía pela ponta direita quando Canteros, em posição irregular, tocou de cabeça para o centro, onde Guerrero rompeu enteo zagueiros para tocar com o pé para o fundo da rede. Seu primeiro gol pelo Flamengo. 1 a 0.

Pressionado pela torcida e pelo retrospecto ruim no Brasileiro, o Internacional se viu obrigado a buscar mais o ataque. Ainda bem postado no meio, o Flamengo dificultava as ações do adversário com muita marcação, principalmente sobre D´Alessandro e Valdivia. E tentava explorar os contra-ataques. Em uma oportunidade, Sheik recebeu bola e buscou Guerrero de imediato, mas errou o passe. No lance seguinte, Valdivia de novo assustou César com um chute por cima do gol.

O primeiro tempo chegou ao fim logo após um lance em que Ayrton tentou tocar para Guerrero, livre no meio da área, mas errou o cruzamento e mandou na ponta esquerda. Em o jogo até bem equilibrado chegou ao fim.

Na segunda etapa, Diego Aguirre decidiu realizar duas modificações de cara. Mesmo debaixo da forte chuva que caía no Beira-Rio, o Inter precisava buscar a vitória. Rafael Moura entrou na vaga de Alisson Farias e fez companhia a Lisandro no ataque. No meio, Nico Freitas entrou no lugar de Rodrigo Dourado. Mas o panorama continuou o mesmo.

Muita marcação de ambos os lados no meio de campo e espaços só em eventuais contra-ataques. Ou falhas. Como um vacilo que a zaga colorada cometeu aos nove minutos, quando entregou bola nos pés de Canteros. O volante rubro-negro entrou na área, mas o goleiro Muriel saiu bem e conseguiu abafar boa chance carioca.

Além do revés no placar, o Inter teve de se preocupar com mais um problema: D´Alessandro mostrou sentir dores na mão que foi submetida a uma cirurgia recentemente. Aos 15 minutos, o argentino acabou sacado para a entrada de Vitinho. O Inter, então, se encolheu. Mais organizado e mais adaptado, o Flamengo passou a mandar na partida, sob a batuta de Guerrero.

Aos 19 minutos, o atacante mostrou que é mesmo para dar esperanças de dias melhores aos torcedores rubro-negros. Emerson avançou pela direita de ataque e rolou para o meio da área, onde Guerrero recebeu a bola, protegeu e, em grande jogada, tocou para a esquerda da área, onde Everton entrava para bater no alto, no canto direito de Muriel. 2 a 0.

A partir deste momento, o Inter parou e se entregou às investidas do Flamengo. Aos 25 minutos, Cáceres abusou do capricho ao driblar dois na entrada da área e bater fraco, nas mãos de Muriel. Mais solto, o Flamengo trocava passes livremente. Guerrero, aos 30 minutos, arriscou de longe e assustou Muriel.

Sem grandes opções, o Inter passou a ouvir olé na arquibancada quando o rival trocava passes. O Colorado vivia de lances esporádicos. Aos 34 minutos, Vitinho teve boa chance para marcar na área, mas Marcelo travou no momento certo. Já com os jogadores cansados com o campo pesado, o Flamengo passou a tocar a bola e envolver o Internacional. Aos 47 minutos, em escanteio na área, a bola sobrou para Ernando, que chutou cruzado e venceu César. 2 a 1. Mas não havia mais tempo. A noite foi mesmo de Guerrero.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 1X2 FLAMENGO
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 8 de julho de 2015
Horário: 22h
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO)
Assistentes: Fábio Pereira (Fifa-TO) e Bruno Raphael Pires (Asp. Fifa-GO)
Cartões amarelos: Marcelo e Jorge (FLA) e Rafael Moura e Geferson (INT)
Gols: Guerrero (FLA), aos dez minutos do primeiro tempo e Everton (FLA), aos 19 minutos, e Ernando (INT), aos 47 minutos do segundo tempo
 
INTERNACIONAL: Muriel; William, Ernando, Alan Costa e Geferson; Rodrigo Dourado (Nicolás Freitas), Wellington, D'Alessandro (Vitinho), Alisson Farias (Rafael Moura) e Valdívia; Lisandro López Técnico: Diego Aguirre
 
FLAMENGO: César; Ayrton, Marcelo. Wallace e Jorge; Cáceres (Márcio Araújo), Jonas, Canteros e Everton; Emerson e Guerrero Técnico: Cristóvão Borges
3
0 Comentários