http://www.betsporting.com.br/



ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

A Prefeitura de Guarabira está sendo acusada de deixar de pagar parte de serviços feitos pelo empresário Anchieta Maia, que atua no ramo da construção civil. A denúncia foi levada ao conhecimento público nesta terça-feira (21), em entrevista concedida pelo empresário ao programa Giro de Notícias, da Rádio Rural de Guarabira.

De acordo com Anchieta os serviços foram realizados no período da campanha política de 2014, quando foram executadas pequenas reformas em prédios públicos, a exemplo do estádio municipal Sílvio Porto. Ao todo, a Prefeitura deveria ter pago R$ 7mil, mas somente parte disso foi quitado e aproximadamente R$ 2,5 mil não foram honrados.

O empresário disse que tentou receber o que lhe era devido ao abordar o prefeito Zenóbio, mas foi tratado com indiferença e o gestor teria dito que “quem contratou os serviços que pague”, sugerindo que fosse procurar o secretário de Infraestrutura, Marcos Diôgo, que autorizou o serviço.  Anchieta entende que o trabalho foi executado para a Prefeitura e o Zenóbio tem responsabilidades e por essa razão foi fazer a cobrança.

Na entrevista, Maia disse ter ficado desapontado com a forma que foi tratado pelo prefeito da cidade e contou que sempre foi fiel eleitor de Zenóbio, desde o início dos anos 80, quando votou em ZT para prefeito de Guarabira. Ele revelou que era recruta do Exército Brasileiro na época e transgrediu uma regra para viajar até Guarabira e votar em Zenóbio e isso teria lhe rendido duas semanas de detenção no quartel, mas que não teria se arrependido do que fez naquela oportunidade.

Depois de 33 anos de militância em defesa do zenobismo, Anchieta anunciou que a partir de agora não acompanha mais a orientação política do prefeito.

Portal 25 horas
3
0 Comentários