Há 90 dia moradores do Alemão convivem com tiroteios

Morro do Alemão
Há cerca de 90 dias seguidos os moradores do conjunto de favelas do Alemão convivem com intensos tiroteios e esperam por dias de paz. Imagens divulgadas na internet mostram o desespero de vizinhos ao tentar salvar a vida de Elizabeth de Moura Francisco, de 40 anos, morta na porta de casa durante uma troca de tiros nesta quarta-feira (1). Além dela, outras três pessoas morreram e duas ficaram feridas.
Elizabeth trabalhava em uma creche da comunidade e foi atingida durante um confronto entre traficantes e policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Alemão. A filha dela, Mainara, de 14 anos, que também estava em casa foi baleada no braço e passa bem.
O confronto aconteceu numa localidade conhecida como Rua 2. Segundo o comando das UPPs, policiais faziam patrulhamento quando foram atacados por traficantes, e revidaram. Quatro pessoas foram baleadas nesse tiroteio.
Além de Elizabete e da filha, um morador de 15 anos, identificado como Dayvidson Monteiro da Silva, foi atingido no braço e no tórax e levado para o hospital. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu na manhã desta quinta (2) . Segundo a PM, o jovem trocou tiros com a polícia. O pai dele disse que já desconfiava que ele tinha envolvimento com o tráfico. "Ele dormia fora de casa muito. Dormia mais fora de casa do que em casa. Pelo jeito dele, eu achava que ele tinha envolvimento", lamentou Valdinei da Silva.
Segundo a polícia o outro baleado é um traficante que participou do confronto. O homem ainda não identificado foi atingido na cabeça e morreu no local. Os policiais dizem que ele carregava uma pistola calibre 9mm, carregadores, munições e um rádio transmissor.
Algumas horas depois, por volta das 22h, policiais voltaram a ser atacados em outro ponto do Alemão, na rua Canitar. Houve mais um confronto. Matheus Gomes Lima foi atingido e morreu no hospital. De acordo com a polícia, ele estava com uma pistola e um radiotransmissor. Depois de um dia que terminou com três mortos e três feridos, o Batalhão de Choque foi chamado para reforçar a segurança na região.
Por/Patrícia Souza
Share on Google Plus

Sobre Unknown

Esta é uma breve descrição no blog sobre o autor. Editá-lo, No html e procurar esse texto
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial